quarta-feira, 29 de março de 2017

PREFEITURA MUNICIPAL DE ALTO PARNAÍBA CONVOCA NOVOS CONCURSADOS

PREFEITURA MUNICIPAL DE ALTO PARNAÍBA CONVOCA NOVOS CONCURSADOS
Veja a lista!
A Prefeitura Municipal de Alto Parnaíba MA convocou através de edital publicado neste dia 28 de março, três novos servidores aprovados no último concurso público, para reforçarem o quadro de funcionários do município.
A Prefeitura ressalta que o não comparecimento no prazo estipulado implicará na desistência do candidato, podendo o Município convocar os demais aprovados obedecendo à ordem de classificação.
Os candidatos abaixo relacionados deverão comparecer no Setor de Recursos Humanos da Prefeitura Municipal de Alto Parnaíba, situada à Avenida Rio Parnaíba, nº 820, centro, no prazo de 15 (quinze) dias, no horário das 08h00min às 12h00min, para a entrega dos documentos, e assim se tornarem aptos a assinarem o Termo de Posse.
EDITAL DE CONVOCAÇÃO E DE POSSE – Clique Aqui
CANDIDATOS:
JOSÉ WILSON SILVA FEITOSA
JOSIEL ALVES DE CARVALHO
JOSÉ FERNANDO ROCHA MASCARENHAS

TERRA DE ENCANTOS

TERRA DE ENCANTOS
Riqueza que se consolida como importante produto turístico!
O Maranhão tem um patrimônio cultural singular. A poesia nos legou o título de Atenas Brasileira. Nossa arte, folclore, música compõem a rica cultura, que encanta todos que conhecem nosso estado.
Nos últimos dois anos e três meses, a cultura maranhense vive ambiente de efetiva valorização, para além do calendário tradicional de São João e Carnaval.
Programas como o “Mais Cultura e Turismo” conjugam dois dos principais atrativos do estado. O respeito, reconhecimento e promoção dos mestres e mestras da cultura popular do Maranhão, realizado pelo governo Flávio Dino, valoriza e estimula os ícones de nossa cultura, além de incentivar os mais jovens a perenizarem este legado cultural.
A instalação de salas de cinema no interior do estado, por meio do projeto ‘Cinema na Cidade’, é outra inovação, que fortalece as políticas públicas de audiovisual para os maranhenses. Incrementam outras conquistas, como a realização de editais de seleção para projetos audiovisuais no estado, a implantação da Escola de Cinema do Maranhão e a recuperação de espaços culturais, como a Escola de Música e o Centro de Criatividade Odylo Costa Filho.
Por muito tempo, parte de nossas manifestações culturais foi marginalizada. Duas delas são emblemáticas: o bumba-meu-boi e o reggae. O primeiro visto como cultura menor tinha suas apresentações até a década de 90 pagas com bebidas. Somente a partir desse período, teve mais atenção. Contudo, por décadas, este segmento cultural foi utilizado como espaço para promoção político-eleitoral. A despeito desta realidade, o bumba-meu-boi se popularizou. Tornou-se um dos principais atrativos turísticos do estado.
O reggae, por sua vez, de raízes jamaicanas, encontrou terreno fértil em São Luís. Mas, enfrentou muita resistência por parte da “elite” local. Tido como música de periferia enfrentou todo tipo de preconceito. Ultrapassou os muros dos salões de bairros pobres da cidade. Avançou conquistando a classe média, intelectuais, universitários.
Conquistou dessa forma seu espaço na cultura contemporânea do Maranhão. Sua força foi demonstrada também na cena política de São Luís e do estado. A “massa regueira” elegeu vereadores e deputado federal identificados com o movimento.
Entretanto, nem a mídia em rede nacional espontânea foi capaz de sensibilizar as autoridades de outrora a dar-lhe o devido valor cultural e turístico.
Na semana passada, foi anunciada a criação do Museu do Reggae. Um passo importante. Para tocar este relevante projeto foi convidado o jornalista e radialista Ademar Danilo. Escolha acertada por se tratar de um dos pioneiros e entusiastas do movimento na ilha.
A valorização do reggae é parte da política cultural inclusiva em curso no estado. Estímulo à produção cultural, literária, cinematográfica, que concorrem para a formação de novos talentos e a democratização do acesso aos bens culturais.
Riqueza que se consolida como importante produto turístico. Parafraseando o poeta Ferreira Gullar, é o povo que liberto se levanta como seu próprio senhor. O povo é o rei encantado no touro que ele inventou. Terra de encantos.
Por Robson Paz
Robson Paz é radialista, jornalista, secretário adjunto de Comunicação Social e diretor-geral da Rádio Timbira AM.

quinta-feira, 23 de março de 2017

UEMA/UAB DIVULGA CALENDÁRIO DE MATRÍCULAS

UEMA/UAB DIVULGA CALENDÁRIO DE MATRÍCULAS
Início dia 27/03!
As matrículas vão de 27/3 a 1º/4, para os candidatos calouros aprovados no Processo Seletivo Simplificado Vestibular EAD, no polo Rio Parnaíba em Alto Parnaíba MA. O horário será das 8h30min às 11h30min e das14h às 18h e no sábado, das 8h30min às 12h.

Edital n.º 05/2017 – PROG/UEMA
A UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO – UEMA, por meio da Pró- Reitoria de Graduação, torna público, para conhecimento dos interessados e, em particular, do seu corpo discente, o Edital n.º 05/2017 – PROG/UEMA, com as normas e instruções para a matrícula de calouros nos seus Cursos de Graduação na modalidade à distância, para o primeiro semestre de 2017.
1. PERÍODO:
27/3 a 1º/4/2017 Matrícula de candidatos calouros aprovados e classificados no Processo Seletivo Simplificado Vestibular EAD para o primeiro semestre de 2017.
2. DA MATRÍCULA, LOCAL E HORÁRIO:
As matrículas dos candidatos, de que trata este Edital ocorrerão:
2.1. Nos Polos UAB, das 8h30min às 11h30min e das 14h às 18h e no sábado, das 8h30min às 12h.
ENDEREÇO

ALTO PARNAÍBA: UAB Rua Prefeito Elias Rocha, N.º 55, Santa Cruz. 65810000. Alto Parnaíba - MA (Escola Elias Rocha).

quarta-feira, 22 de março de 2017

“OPERADOR DE MÁQUINAS AGRÍCOLAS” SERÁ OFERECIDO NO IEMA DE BALSAS

“OPERADOR DE MÁQUINAS AGRÍCOLAS” SERÁ OFERECIDO NO IEMA DE BALSAS
Tem a duração de três meses!
O Governo do Estado, por meio do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema), está oferecendo, de forma gratuita, o curso “Operador de Máquinas Agrícolas” no município de Balsas, Sul do Maranhão. Cerca de 30 estudantes estão tendo oportunidade de se capacitar e atuar no mercado agrícola de produção da soja e outros alimentos, a principal fonte de renda da região e que exige mão de obra qualificada.
Reprodução
O curso, com carga horária de 160 horas, começou este ano e tem a duração de três meses. Está sendo realizado em duas escolas municipais por meio de parceria com a prefeitura de Balsas. Os estudantes têm aprendizado teórico, com disciplinas como segurança do trabalho. A parte prática ocorre em fazendas, onde eles aprendem a operacionalizar as máquinas. Também visitam revendedoras de máquinas e peças agrícolas, o que ajuda no entendimento das ferramentas necessárias para aprender a manusear esses equipamentos de pequeno, médio e grande porte.
Balsas é uma das principais cidades do agronegócio do Matopiba, região considerada fronteira agrícola que reúne áreas dos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia. A principal plantação é de soja, responsável por 10% da produção nacional, seguida de milho e algodão. Na região de Balsas, a expectativa de crescimento da produção de grãos para 2017 é de 46,9%, de acordo com o levantamento da safra brasileira realizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).
O secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Senti), Jonathan Almada, destacou a importância de investir em educação profissional no município, por meio do Iema. “É uma das áreas mais dinâmicas da economia maranhense e um local onde existe demanda de capacitação reprimida; assim, a atuação do Governo do Estado na área de educação profissionalizante cumpre seu papel institucional e contribui para que os maranhenses possam ocupar esses postos de trabalho gerados pela colheita da safra”.
O estudante Jean Moraes afirmou que no município há muita oportunidade de emprego e a qualificação vai assegurar que os moradores da região ocupem essas vagas. “É muito proveitoso este curso, pois me possibilita ter mais conhecimento sobre esta área. O nosso município estava precisando de uma iniciativa desta, porque precisamos de preparo, e, agora, temos. O mercado é bom, só que não tínhamos qualificação. Depois do curso, quero trabalhar nesta área”.
O secretário municipal de Desenvolvimento Agroindustrial, Ciência, Tecnologia e Inovação de Balsas, José Carlos Gabriel, ressaltou a importância do curso na qualificação dos balsenses. “A nossa região é muito forte no agronegócio e, com potencial crescimento, temos grande demanda destes profissionais. Estamos em uma região que ainda tem muitas carências, e, dessa forma, conseguimos passar ensinamento e qualificação para um grande número de pessoas, que buscam trabalho com uma melhor remuneração. O curso vai ajudar na capacitação e preparo para um bom desempenho das funções e facilitação na contratação”.
O secretário de Balsas destacou a parceria com a Secti para a realização do curso. “Disponibilizamos uma escola para a realização do curso, recursos humanos no acompanhamento, local de treinamento prático junto às concessionárias de máquinas em fazendas com produtores. Assim, vamos caminhando com parcerias importantes com o objetivo de beneficiar a nossa população. Desta forma, conseguimos passar ensinamento e qualificação para as pessoas que necessitam de oportunidades”. 

Fonte: Casa Civil - Maranhão

SATÉLITE GEOESTACIONÁRIO BRASILEIRO SERÁ LANÇADO HOJE

SATÉLITE GEOESTACIONÁRIO BRASILEIRO SERÁ LANÇADO HOJE
A janela para o lançamento fica aberta entre 17h31 e 20h20, horário de Brasília!
O Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), o primeiro satélite brasileiro de uso civil e militar, será lançado ao espaço nesta quarta-feira (22). A janela para o lançamento fica aberta entre 17h31 e 20h20, horário de Brasília.
O equipamento foi adquirido pela Telecomunicações Brasileiras S.A. (Telebras) e tem uma banda Ka, que será utilizada para comunicações estratégicas do governo e para ampliar a oferta de banda larga no País, especialmente nas áreas remotas.
Imagem: Reprodução
O satélite também possui uma banda X, que corresponde a 30% da capacidade do satélite, de uso exclusivo das Forças Armadas. Com 5,8 toneladas e 5 metros de altura, o satélite ficará posicionado a uma distância de 36 mil quilômetros da superfície da Terra, cobrindo todo o território brasileiro e o Oceano Atlântico. A capacidade de operação do SGDC é de 18 anos.
Além de assegurar a independência e a soberania das comunicações de defesa, o acordo de construção do satélite envolveu amplo processo de absorção e transferência de tecnologia, com o envio de 50 profissionais brasileiros para as instalações da Thales Alenia Space, empresa responsável pela construção do equipamento, em Cannes e Toulouse, na França.
Fizeram parte desse processo especialistas da Agência Espacial Brasileira (AEB) e do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), entidades vinculadas ao Mctic, além das empresas Visiona e Telebras.

segunda-feira, 20 de março de 2017

PARCERIA RESOLVE PROBLEMA DA ESTRADA ENTRE ALTO PARNAÍBA MA E LIZARDA TO

PARCERIA RESOLVE PROBLEMA DA ESTRADA ENTRE ALTO PARNAÍBA MA E LIZARDA TO
"Fazendo parcerias, para poder conseguir atender a demanda do município”!
Para auxiliar os produtores, chacareiros e moradores que ficam entre Alto Parnaíba MA e Lizarda TO, a Prefeitura Municipal através da Secretaria de Administração, Obras e Urbanismo e atendendo determinação do prefeito municipal Rubens Sussumu, fez parceira com o Produtor Venildo Castelli, para recuperar a estrada que liga os dois municípios, especialmente o trecho entre a Serra da Bacaba e Lizarda, haja vista que uma parceria com a Associação dos Produtores da Serra da Bacaba garantiu a trafegabilidade entre Alto Parnaíba e a referida Serra.
A Parceria da Prefeitura e o Grupo Castelli conseguiu em três dias rebaixar a ladeira dos caracóis, um dos trechos mais complicados da estrada nos 151 anos de existência da cidade, e que só agora foi possível, graças ao trabalho sério de Castelli e do Prefeito Rubens. Os trabalhos na estrada tiveram início no dia 06 de fevereiro e de lá para cá a via vem oferecendo condições dignas de trafegabilidade.
O secretário João de Deus lamentou um dos entraves que ainda prejudicam o andamento da frente de trabalho, ou seja, as péssimas condições em que foram encontradas as máquinas da prefeitura. “Já visitamos várias comunidades e pedimos que a população tenha mais um pouco de paciência, pois estamos planejando, recuperando máquinas que se encontram deterioradas, adquirindo peças e fazendo parcerias, para poder conseguir atender a demanda do município”, explicou o secretário.
Já o Secretário de Interior Domingos Santana (Domingão), explicou que para recuperar as estradas do município serão necessários vários dias de trabalho e sem chuva, para que o serviço ganhe ainda mais qualidade.

O prefeito Rubens Sussumu agradeceu o empenho dos funcionários em trabalhar inclusive nos finais de semana e fora do expediente. “O momento é de união, precisamos tirar nossas comunidades do isolamento”, disse Rubens.